sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Parábola "A FIGUEIRA QUE SECOU"


3 comentários:

Misael*Skiter disse...

Esta passagem é uma prova do poder que a palavra tem. Quando lançamos alguma ofensa ao próximo não temos em mente o quão poderosa ela é, assim trazendo nfelicidade para o próximo e para si também...

Bruno Gomes disse...

Bom post!

Anônimo disse...

é isso ai miza... para que agente possa pensar um pouco mais antes de falar....bem como acreditar que o que falamos poderá se realizar...

Sandro Felipe